terça-feira, fevereiro 17, 2009

Óleo Sobre Tela - XXIII

«Untitled» de Keith Harring (1988)

5 comentários:

SAM disse...

Ahhhhhh que graça de tela! adorei, Mr. Lynch. Mas não só as obras artísticas de Keith são bonitas. Deixou uma obra também belíssima:Keith Haring Foundation, em favor das crianças vítimas da AIDS.



*Quanto a Manuel Bandeira sou suspeitissima, pois amo de paixão. Vale a pena conhecer um pouco mais da vida e obra de um dos poetas brasileiros mais admirados, pois fala muito do cotidiano brasileiro, do erotismo feminino, manifestações sociais e da melancolia da sua doença - tuberculose.




Beijos!

mdsol disse...

Gostei da escolha! Ele é quase todo untitled...:)))

bettips disse...

Conhecia o grafismo de algumas das obras mas nunca tinha aprofundado "o artista e a sua arte". Graças a esta troca de ideias nossas, aprendi mais um pouco sobre Liberdade/Humanidade. A reter! Obrigada.

(calculo o que se passa no ventre e face dos nossos rios, tão maltratados ... As minhas fotos são de margens do Sado e foi mesmo o que encontrei para ilustrar/demonstrar as palavras tristes dum poeta da ironia-heresia, da truculência e do amor. Por vezes, chegam palavras ao cais de mim, sem eu saber bem o que transportam mas que me espelham algures. Como em algum lado, a água dos rios brilha!)
Um abraço ao meu amigo Mr. Lynch

DarkViolet disse...

O quadro deixou-me completamente baralhado; já via orgias onde não havia; cores no meio do branco; estes meus olhos precisam de uma metamorfose

Ca:mila disse...

espasmos visuais