sábado, julho 05, 2008

"O casamento no fundo é isto, duas pessoas sem alma para cozinhar e nada para dizer partilhando peúgas em detergente e frangos de churrasco".

"A Morte de Carlos Gardel" de António Lobo Antunes

9 comentários:

claudia disse...

LOL. Uma visão optimista do casamento.

WOLKENGEDANKEN disse...

Pensando (só um momento) aparece na minha cabeca uma lista( nao muito curta ) de "unioes" do estilo. :=)Ah, e nao há que esquecer que muitos casais compartilham em primeiro lugar o ma humor causado pelo facto de se ter que aguentar mutuamente :-))

AP disse...

Fico surpreendida como pode agregar uma imagem assim com um texto destes... A sério!... Não resulta! :)

Mr. Lynch disse...

Cláudia;
LOL
Optimista, na melhor das hipóteses!!
:-P
*




Wolkengedanken;
Os serões intermináveis que são forçados a passar juntos porque... estão ligados pelos "sagrados laços do matrimónio"... Bah!
;-)




AP;
Não compreendi...
Fica registada a sua crítica mas...
Questiono-me se você viu algum indício de amor na imagem... Eu não vejo nenhum; nem na atitude dos personagens nem tão-pouco na própria composição da fotografia. As cores frias e metálicas afastaram a minha mente de qualquer composição amorosa...

WOLKENGEDANKEN disse...

Destes seroes já passei muitos e nao gostaria de repetir :=(
Cada um tem o que constroi pelo bem e pelo mal e quem nao tiver a coragem de construir, pois tem que se aguentar das construccoes dos outros. Que cada um viva como quiser mas o que eu pessoalmente detesto sao as pessoas que nao fazem a mais minima tentativa de construir a sua propria felicidade que seja o que seja e que passam a vida a lamentar-se como se nao fossem eles mesmos responsaveis da sua vida e felicidade.

Grande discurso :-) mas sei do que estou a falar ...

AP disse...

De facto, apesar da luz fria, da cor cinzenta, da solidão de alguns dos personagens, eu consigo sentir o amor. E mesmo que não seja no abraço, imagino este espaço como o percurso obrigatório que os levará a algum lado. Tento sentir para lá do que vejo; tento crer que há mais...

(É por isso que existe o copo meio-cheio e o meio-vazio. Depende dos olhos que vêem...) Interessante, este seu post...

Mr. Lynch disse...

Wolkengedanken;
És a testemunha viva destas palavras do António Lobo Antunes... Infelizmente...
Mas amiga, pensa que por trás das nuvens negras existe um sol a brilhar!
:-)*




AP;
Obrigado por achar este post interessante... Apenas limitei-me a transferir umas palavras do livro que me encontro a ler actualmente. Já fiz várias marcações e penso transferir mais alguns excertos.
Quanto à imagem... o mesmo. Talvez o meu olhar seja demasiado pessimista e limito-me a ver... o copo meio-vazio...

WOLKENGEDANKEN disse...

Es muito amavel :-)
Claro que existe um sol a brilhar e muito mais coisas !! Mas acho muito util lembrar-me certas situacoes negativas no meu passado para apreciar melhor as positivas do presente e nao querer voltar a situacoes que tem lados positivos mais carecem de liberdade e de dignidade .......

Mr. Lynch disse...

Wolkengedanken;
É bastante útil recordarmo-nos do passado. Aprendemos bastante com ele. No mínimo, ajuda-nos a não cometermos os mesmos erros no futuro.