sábado, janeiro 27, 2007

Lamma, Lamma Sabacthani

"God, why have you condemned me?
Mavpes Apakvuthes!
Why have you forsaken me?
This is my blood,
This is my body,
These are my veins.

I am blind
God, I cannot see!
Mavpes Apakvuthes!
Why have you forsaken me?
Birds of death
Take my life!

Why,
Why have you forsaken me?

Texto: Diamanda Galás
Imagem: "Cinzas" de Edvard Munch (1894)

8 comentários:

Lord of Erewhon disse...

Então e filmezitos? :)
Começa mas é a pensar numa rubrica sobre realizadores que já esticaram o pernil... em que apresentes uma pequena nota biográfica e a sua filmografia completa...
Podias até caprichar e indicar os títulos que estão disponíveis no mercado nacional... quando estrearam os filmes, curiosidades, etc...

Abraço.

Lord of Erewhon disse...

«Eli, Eli, Lamma Sabacthani?»
«Elias, Elias, porque me abandonaste?»
Errada e intencionalmente traduzido na Vulgata por «Meu Deus, meu Deus... etc».

Andreia do Flautim disse...

Isso faz-me lembrar a via sacra onde participo todos os anos:

Eloi, eloi, Lamma Sabacthani"

Normalmente cantado o salmo no domingo de ramos:
"Meu deus, meu deus, porque me abandonaste.
Todos os que me vêem, escarnecem de mim franzem os lábios, e meneiam a cabeça...
transpassaram as minhas mãos e os meus pés,
posso contar todos os meus ossos. Repartem entre si os meus vestidos, e lançam sorte sobre a minha túnica"

Já o cantei muitas vezes, até sei de cor! lol

SGC disse...

E fiquei fascinada como Munch!*

Mr_Lynch disse...

Lord of Erewhon;
Saudações! Apenas conheço a tradução oficial: "meu Deus, meu Deus porque me abandonaste?"; que segundo os escritos de Mateus e Marcos foram umas das últimas palavras de Cristo na cruz.
Abraço


Andreia do Flautim;
Mas que bem! Porém, duvido que a Galás tivesse com pensamentos tão religiosos ao escrever este texto... Conhecendo tão bem os seus trabalhos...
;-)
* em Mi Maior


SGC (Clarissa)
:-)
*

Mr_Lynch disse...

Lord of Erewhon;
Obrigado pela (excelente) sugestão. Terei que fazer alguma pesquisa tentando recordar filmes por mim visionados de alguns realizadores que já "esticaram o pernil"...
:-)
Abraço

corpo visível disse...

.
why, why have you forsaken me?
.
é brutal a galás!
.
brutal!
.

Mr_Lynch disse...

Corpo Visível;
Adoro a Diamanda Galás. A analogia a Cristo deste texto é de facto brutal.
*