quarta-feira, julho 29, 2009

MiNiMaL aRt (XI)

Joana Vasconcelos - "Dorothy" (2007)

"No caso do sapato Dorothy, que é, afinal, uma sandália de santo alto, o meu objectivo era chamar a atenção para a dualidade da vida actual das mulheres, da incompatibilidade entre os afazeres domésticos e a vida social activa." - Joana Vasconcelos

12 comentários:

mdsol disse...

Mr Lynch
És pintor? Não imaginava. Mas para não largares os pinceis!

Boas férias para ti também! Eu só vou fazer 15 dias.

:)))

Mr. Lynch disse...

Mdsol;
Sou sim, cara amiga. Pintor/artista plástico, visto eu mexer em tudo um pouco...
;))

DarkViolet disse...

Ainda bem que não pensou na utilidade daquela coisa pontiaguda:) Sem dúvida que o calçado representa parte da mulher e das sua excentricidades

WOLKENGEDANKEN disse...

Desculpa, mas acho este comentario de Joana Vasconcelos uma grande asneira. Que será "a vida social activa" ? algo que ocupa a vida inteira duma pessoa ? muito aborrecido, entao, nao poder fazer nada mais do que "vida social activa" que seja o que for :) E os afazeres domesticos sao exclusivamente assunto de mulheres ?? Nao vivemos na idade media !! Que é dificil ter um trabalho interessante, levar uma casa e criar filhos, obviamente, mas entao escolher um companheiro que seja um companheiro e nao uma tarefa suplementaria.

E um bom dia para ti :))

intimidades disse...

muito obrigada pela visita e pelo comentario :)
eu tento mostrar que o eroticismo, e que o nu femenino podem ser simplesmente arte, beleza.

Infelizmente, tudo o que uma mulher tem de fazer, desde trabalhar a cuidar da casa e da vida, nao nos deixa as vezes ter tempo para termos vida social.
No entanto tento viver a vida de santos altos :)

jokas
Paula

corpo visível disse...

.
sempre achei que os artistas não deviam explicar as obras. risos.
.
mas gosto da 'dorothy' que por acaso vi num lobby de um hotel.
.

Mr. Lynch disse...

DarkViolet;
Uma essência feminina!
:)





WOLKENGEDANKEN;
De facto as palavras da Joana Vasconcelos são um pouco controversas. Sobre este trabalho penso que ela quis antes criticar as duas faces da vida da mulher: a da dona de casa (daí as panelas, objectos que ela usou para construir o "Dorothy") e a da vida social (onde a mulher usa sapatos de salto).
Claro que não vivemos na idade média, cara amiga! A vida doméstica deve ser dividida pelo casal, embora na grande maioria dos casos isso não exista (daí, talvez, a crítica)...
Um bom dia para ti também!
:)





intimidades;
Assim é que se fala! A mulher deve viver sempre a sua vida de saltos altos!
Beijocas





Corpo Visível;
Perde-se parte da magia de tentarmos explicar uma obra quando o artista a explica. Porém, ganhamos conhecimento... Assim penso...
:)

SAM disse...

Adoreiiiiiiii!!! Quanto ao texto, acho que dá pra segurar esta dualidade sem cair do salto....

Beijos!

Mr. Lynch disse...

SAM;
Acho muito bem!
:)
Beijos

Ruela disse...

ou chamar a atenção para a parte comercial...

Abraço.

vera. disse...

dava jeito uns sapatos desses, e o célebre toque de calcanhar...

vera. disse...

p.s. o meu (mesmo sem sapatos destes) levou-me ao Barreiro:)