sábado, abril 18, 2009

MiNiMaL aRt (MuSiC pHaSe) - II

video
György Ligeti
«Poème Symphonique for 100 Metronomes»
(1963)

5 comentários:

mdsol disse...

5m 35s
Em que pensei em imensas coisas diferentes... Impressionante... cheguei à minha infância e à memória sonora do enorme relógio de sala da tia Amelinha!

[Isto parece-me matemática aplicada aos sentidos...]

:)))

DarkViolet disse...

O caos é a dança, pinga o orvalho, desce o ritmo nas ossadas.. agarrar os batimentos no sopro

corpo visível disse...

.
fez agora um ano que o poema sinfónico para 100 metrónomos passou pela casa da música.
.
pois é. muito bom.
.

MagnetikMoon disse...

Um exército desbrava o cimento dos espaços,ecoa nas profundezas do oco dos sons e multiplica-se, arredio.

Magnetikiss;)

Cláudia I, Vetter disse...

isso dá-me um certo medo... é extremamente minuscioso e genial!

Muito bom!

(Meu caro, quando puder/quiser, veja: http://riot-act.blogspot.com/2009/04/o-retrato-em-maos.html

:)

Beijos, até mais!