sexta-feira, outubro 26, 2007

"Trocando Olhares" com Florbela Espanca

"Quero-te ao pé de mim na hora de morrer.
Quero, ao partir, levar-te, todo suavidade,
Ó doce olhar de sonho, ó vida dum viver
Amortalhado sempre à luz duma saudade.

Quero-te junto a mim quando o meu rosto branco
Se ungir da palidez sinistra do não ser,

E quero ainda, amor, no meu supremo arranco
Sentir junto ao meu seio teu coração bater.

Que seja a tua mão branda como a neve
Que feche o meu olhar numa carícia leve
Em doce perpassar de pétala de lis...

Que seja a tua boca rubra como o sangue
Que feche a minha boca, a minha boca exangue!...
Ah, venha a morte já que eu morrerei feliz!..."



Poema "Desejo" de Florbela Espanca
Fotograma de "In the Mood for Love" de Wong Kar-Wai

6 comentários:

ceridween disse...

Como eu adoro os poemas de Florbela Espanca....
*

Mr. Lynch disse...

Ceridween;
Uma das minhas poetisas de referência! Adoro...
*

Klatuu o embuçado disse...

Ainda ficas com isto invadido por pitas gós de 14 anos! :)=

Abraço.

linfoma_a-escrota disse...

tens mt bom gosto, lá a monarquia lol... bons pais tiveste....


o 2046 é que é



www.motoratasdemarte.blogspot.com

claudia disse...

Um dos meus filmes preferidos e um belíssimo poema de Florbela Espanca. Muito boa ideia, Mr. Lynch.

Mr. Lynch disse...

Klatuu o Embuçado;
Se tiverem algo dentro da cabeça, são bem vindas. Se souberem o que é ser gótico, serão ainda mais bem vindas. :-)
Abraço



Linfoma-a-escrota;
Tenho uns pais excelentes. Ironicamente não foram eles que me incutiram a filosofia monárquica (nem tão-pouco são monárquicos).
Obrigado pelo convite que respeitosamente rejeito.



Claudia;
Muito obrigado pela crítica. A Florbela Espanca é uma das minhas poetisas favoritas. O filme... inesquecível.
*