sexta-feira, julho 20, 2007

"Paula Rego; Conta-me Uma História!"

História popular relatada por Paula Rego e
publicada no jornal "Sol" a 14 de Julho.
"Uma mulher vivia num bosque com o marido, que era lenhador; não tinham muito, eram pobríssimos. Tinham filhos, aquela coisa de ter muitos filhos, aquilo tudo. Houve um dia em que o marido veio para casa e não tinha nada que comer. Então a mulher foi, cortou um seio e guisou-o e deu-o ao marido, que perguntou: «Então o que é que hoje temos para jantar?». «Ai, temos aqui este bocadinho de carne». E o marido comeu lá o peito da mulher e gostou muito. Disse: «Ai é tão tenrinho, tão bom». Os filhos não comeram nada, ficaram ali. Era só para o marido - ganha-pão, mas não ganhava lá muito. E no dia seguinte aconteceu a mesma coisa: não tinham nada que jantar, ela foi, cortou o outro. Guisou e deu-o outra vez ao marido, que ficou todo contente: «Que bom que isto é». No terceiro dia já não tinha mais outro peito para cortar e o marido disse-lhe: «Então hoje não há jantar?». Diz ela assim: «Não, então, olha...». Ele olhou para ela e viu que ela estava assim com sangue. «O que é que tu tens? Então cortaste os peitos e agora o que é que a gente vai comer? Olha, temos de começar a comer as crianças».

7 comentários:

jguerra disse...

Mesmo à paula Rego, que grande transformação do Polegarzinho! Bolas... arrepiante.
Abraço

Mr. Lynch disse...

jguerra;
Nunca me canso de visualizar os seus trabalhos. O tríptico "The Fisherman"... perfeito!
Abraço

Klatuu o embuçado disse...

Bela parábola! E a foto é toda uma biografia de alma...

Abraço.

ceridween disse...

Simplesmente adorei... =) O cansaço e a devoção.. A insensibilidade... Concordo com o jguerra, "arrepiante"... É uma história que nos arrepia por dentro... ***..

Mr. Lynch disse...

Klatuu o Embuçado;
Concordo inteiramente contigo.
Abraço



Ceridween;
Insensibilidade! É essa a palavra que sempre me faltou quando discuto o trabalho de Paula Rego com alguns colegas. Tal como esta história, também a arte desta senhora é brutal; implacável; insensível.
*

SGC disse...

Vi os inúmeros P.Regos a exposição do Berardo!
Mr lynch,
saiu uma entrevista c ela no Expresso, se n me falha a memória...LÊ!:P::P
ADORO-A!!!!

Mr. Lynch disse...

Clarissa (SGC)
Ainda não tive oportunidade de ir ao CCB ver a colecção do Berardo (shame on me!).
Tenho que procurar essa edição do Expresso. Obrigado pela informação.
*