domingo, julho 08, 2007

I Know (Do) You (?)

"Na confusão do mundo, um rapaz sobe a rua. O Interior é igual em toda a parte. Mas hoje vai mudar. Ele traz um segredo terrível no bolso do kispo. Faz calor na província dos suicidas. Dá vontade de rir: uma cidade em que até o coveiro se mata... São estatísticas, tudo em números. Na Internet, há sexo e doidos japoneses e americanos para conversar em directo. No campo, granadas e ervas venenosas. No prédio um jovem assassino toca órgão. O space-shuttle leva cortiça do Alentejo para o espaço. O Bispo viu o maior massacre de África e calou-se. Mas hoje vai responder. Os factos verdadeiros são os piores. O amor do rapaz rebentou. Que responsabilidades temos quando nada fizemos? Em que fado parámos, onde fica Portugal?"


Rui Cardoso Martins; "Se eu Gostasse Muito de Morrer"

8 comentários:

A cusca de serviço disse...

O miúdo é giro. Não quer alugar quarto na minha residencial?

Mr. Lynch disse...

A Cusca de Serviço;
Quando for visitar o Porto (cuja viagem se encontra adiada já há vários anos) já sei onde ficar...
*

D.Clotilde disse...

Faça já a sua reserva. Identifico-me: D.Clotilde.

Mr. Lynch disse...

D. Clotilde;
Eu ainda nem sei quando vou estar de férias...

Será que é este ano que conseguirei viajar até ao Porto???
*

ceridween disse...

Mr.Lynch;
Eu até ia comentar o post mas depois de ler isto... Sim, o rapaz da foto é giro... lol... =)
Mas adorei o texto. É uma escrita muito profunda e radical que nos toca. Adorei mesmo...
Beijinhos... *

claudia disse...

Tens que vir à Invicta, Mr.Lynch.

D.Clotilde disse...

Atão? Comer umas boas tripas enfarinhadas, nada enjoativas, entre palavrões salutares. Acho bem, acho.

Mr. Lynch disse...

Ceridween;
Adorei este livro do Rui Cardoso Martins. Recomendo vivamente.
«O escritor António Lobo Antunes manifestou hoje a sua “alegria” pela qualidade do livro “E se Eu Gostasse Muito de Morrer”, primeiro romance de Rui Cardoso Martins, contrapondo-o “à imensa enxurrada de mediocridade” que diz fazer-se em Portugal.» (Público)
*



Claudia;
Tenho sim! E ainda me recordo que ofereceste a tua companhia!
:-)*



D. Clotilde;
Apesar de ser vegetariano irei abrir uma excepção. Correcção: duas excepções: Francesinhas e as famosas tripas à moda do Porto.
*