segunda-feira, abril 24, 2006

As Brincadeiras de Hitchcock

Era frequente Alfred Hitchcock fazer brincadeiras com o seu próprio físico, apesar de dizer sempre que era um "armário de gordura". As suas aparições nos seus próprios filmes ("cameos", falando em termos cinematográficos) são quase sempre sempre divertidas e, em muitas ocasiões, sublinham o ambiente angustiante do filme ou, pelo contrário, um contraponto humorístico. O que começou por ser uma brincadeira, passou a superstição e mais tarde a uma exigência do público. Toda a gente assistia aos seus filmes à sua procura. O problema é que poucos davam a atenção devida ao desenrolar da história. Hitchcock resolveu o problema: "Para permitir que que as pessoas vejam o final com tranquilidade, devo mostrar-me ostentivamente durante os primeiros cinco minutos do filme". A sua figura transformou-se numa marca comercial e desde o filme "O Hóspede" (1926) até ao seu derradeiro filme "Intriga em Família" (1976), o mestre fez "cameos" em todas as suas obras, excepto em "Pousada da Jamaica" (1939).
A sua aparição mais engenhosa foi em "Um Barco e Nove Destinos" (1943). Era muito complicado surgir diante da câmara quando toda a acção se desenrola num salva-vidas em pleno mar. Com o seu fino humor, confessou a Truffaut: "Devo dizer que passei longos e tensos momentos para resolver o problema. Habitualmente faço de transeunte, mas como inventar transeuntes no oceano? Tinha pensado em representar um cadáver flutuando longe do bote salva-vidas, mas tinha muito medo de me afogar. E era impossível representar um dos nove sobreviventes... Finalmente, tive uma ideia excelente. Naquela altura estava a seguir uma dieta muito rígida para perder 50 quilos, ou seja descer dos 150 para os 100. Assim, decidi imortalizar o meu emagrecimento, e conseguir o meu papelinho, posando para os fotógrafos 'antes' e 'depois'. Este papel foi um grande sucesso! É impressionante a ironia que representa este anúncio de um produto que faz emagrecer frente a um grupo de pessoas famintas e perdidas no mar".

IMAGEM: "cameo" de Alfred Hitchcock no filme "Um Barco e Nove Destinos".

4 comentários:

claudia disse...

Gosto muito de Hitchcock :-)

Mr_Lynch disse...

Um grande mestre do cinema, Claudia! :-)

claudia disse...

É verdade. Fico contente que te tenhas referido às súbitas "aparições" dele no próprios filmes.

Mr_Lynch disse...

Os seus "cameos" ficaram na história do cinema.